Acesso à Informação Portal de Estado do Brasil  
Acesse também
Programa Piloto para Proteção das Florestas Tropicais do Brasil
Sub-rede recuperAMAZ
PROETA
Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Novas Empresas de Base Tecnológica e Transferência de Tecnologia
Catálogo de Produtos e Serviços
Ao alcance de todos
Prosa Rural
Programa de rádio produzido pela Embrapa
Espécies Arbóreas da Amazônia
Agência de Informação da Embrapa
Núcleos de Apoio à Pesquisa e Transferência de Tecnologia
No interior do Pará
Livraria Embrapa
Adquira publicações da Embrapa
 
Sections
You are here: Home Projetos NTSut Melhoramento tecnológico do processamento da farinha de mandioca visando a obtenção de produto alimentício seguro e de qualidade.
Melhoramento tecnológico do processamento da farinha de mandioca visando a obtenção de produto alimentício seguro e de qualidade.
Coordenador: Kelly de Oliveira Cohen

Gerais

Aprimorar as técnicas de processamento empregadas na fabricação de farinha de mandioca para a obtenção de produto de qualidade e seguro, ou seja, isento de toxidez e de contaminação microbiológica.

 

Específicos

 

  • Treinar produtores nas Boas Práticas de Fabricação;
  • Aplicar as Boas Práticas de Fabricação as casas de farinha;
  • Estabelecer os pontos críticos de controle do processamento da farinha de mandioca;
  • Verificar se há contaminação microbiológica nas farinhas de mandioca comercializadas nos estabelecimentos do estado do Pará;
  • Verificar a possível toxidez por cianeto nas farinhas comercializadas em estabelecimentos do Estado do Pará;
  • Quantificar o corante adicionado as farinhas de mandioca comercializadas em estabelecimentos do Estado do Pará;
  • Propor melhorias nas etapas de processamento da farinha de mandioca e desenvolver um torrador de temperatura controlada.
  • Gerar conhecimentos de Boas Práticas de Fabricação junto a produtores de mandioca e processadores de farinha. Com a implantação destas BP’s, tanto a matéria-prima (mandioca) quanto o produto gerado (farinha de mandioca) serão garantidos quanto a sua qualidade e segurança.
  • A elaboração de plano APPCC para o processamento da farinha de mandioca, produzida pelas casas de farinha, será de suma importância para as mesmas, pois as tornarão capazes de atender as exigências impostas pelo Ministério da Saúde, que prevê a implantação do Plano APPCC para todos os produtos nacionais a médio e longo prazo.
  • Tais resultados deverão representar um impacto socioeconômico significativo, pois trará conhecimentos técnicos importantes aos produtores para a fabricação de produto alimentício de qualidade e seguro, uma vez que os mesmos, em geral, carecem de todos os tipos de informações técnicas. Diante desse conhecimento, poderão ampliar sua produção visando a exportação de seu produto, já que este estará dentro das normas exigidas pela legislação vigente, o que poderá gerar novos empregos diretos e indiretos. Além disso, a valorização da produção promove a permanência das populações rurais em seu meio, contribuindo para o desafogamento das aglomerações urbanas.