Acesso à Informação Portal de Estado do Brasil  
Acesse também
Programa Piloto para Proteção das Florestas Tropicais do Brasil
Sub-rede recuperAMAZ
PROETA
Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Novas Empresas de Base Tecnológica e Transferência de Tecnologia
Catálogo de Produtos e Serviços
Ao alcance de todos
Prosa Rural
Programa de rádio produzido pela Embrapa
Espécies Arbóreas da Amazônia
Agência de Informação da Embrapa
Núcleos de Apoio à Pesquisa e Transferência de Tecnologia
No interior do Pará
Livraria Embrapa
Adquira publicações da Embrapa
 
Sections
You are here: Home Noticias 2007 Agosto 2ª semana Manejo e enxertia aceleram produção da castanha-do-brasil
Manejo e enxertia aceleram produção da castanha-do-brasil (2007-08-14)


Manejo e enxertia aceleram produção da castanha-do-brasil
O estabelecimento de plantios comerciais de castanheira-do-brasil apresentava problemas como a dificuldade de propagação da espécie, porte elevado das árvores, baixo vingamento de frutos e demora no inicio da frutificação. As sementes eram semeadas com casca e a germinação era lenta e desuniforme, e raramente se obtinha porcentagem de germinação superior a 25%, um ano e meio após a semeadura. Mas o desenvolvimento de métodos para acelerar a germinação das sementes pelo processo de descascamento com o uso de prensa e de um alicate especial, desenvolvido na Embrapa Amazônia Oriental, permitiu que as sementes germinem bem mais rápido. E não é raro que a emergência das plântulas ocorra 30 dias após a semeadura, com porcentagem de germinação em torno de 80%, quatro a seis meses após o plantio,reduzindo em cerca de 50% o custo de formação de mudas de castanheira-do-brasil. A técnica de enxertia, além de reduzir bastante o porte das castanheiras, ao mesmo tempo, reduziu a idade da primeira frutificação, que passou de doze para seis anos. O problema do baixo vingamento de frutos foi parcialmente solucionado com a utilização de clones compatíveis entre si e com a utilização de técnicas que favorecem a presença de insetos polinizadores nos castanhais de cultivo.